terça-feira, 10 de junho de 2014

Alfama é linda!




Alfama não envelhece
E hoje parece
Mais nova ainda


Iluminou as janelas
Reparem nelas
Como está linda.


Vestiu a blusa clarinha
Que a da vizinha
É mais modesta


E pôs a saia garrida
Que só é vestida
Em dias de festa


Becos, escadinha, ruas estreitinhas
Onde em cada esquina há uma bailarico
Trovas p'las vielas e em todas elas
Perfume de manjerico


Risos gargalhadas, fados desgarradas,
Hoje em Alfama é um demónio


E em cada canto, um suave encanto
De um trono de Santo António.


Já se não ouvem cantigas
E as raparigas
De olhos cansados


Ainda aproveitam o ensejo
De mais um beijo
Dos namorados


Já se ouvem sinos tocando
Galos cantando
À desgarrada


E mesmo assim dona Alfama
Só volta p'rá cama
Quando é madrugada.




______________________________________________




1 comentário:

João Vasco Santos Ribeiro disse...

Pois não conhecia este espaço. Parabéns e boas fotos para este fim de semana. Um abraço